18 de março de 2011

Enquanto escurece


Não são raras as vezes que caio no vazio do meu pensamento. Procuro incansavelmente uma justificação para os meus actos e omissões. Desejos escondidos que me possam salvar destes sentidos que me mantêm presa a esta melodia de vida. Melodia que já não escuto.
Com o passar dos anos, dei por mim, a ver as coisas de forma oposta e mais longe; tentei tocar o olhar de alguém com o meu mundo e o que ficou?
Danças no escuro, marcas de desânimo.. foi o que restou.
Nunca deixo o meu coração questionar demais a vida; mas nem sempre me obedece - e hoje - aqui sentada perante o universo - sinto que deixei voar os sonhos e vivi sempre numa tormenta, sem abrigo, sem abraço e sem ninguém com quem contar!
Dia após dia, ao cair da noite, lá estava eu: parada a ver tudo a se perder; a se evaporar por entre os dedos da alma. Nada fiz para mudar as marcas infiltradas na pele; marcas das batalhas que superei por ti.
Mesmo assim, não deixei sair o sol, mantive-me naquele abrigo onde perdi os meus sonhos. E ainda permaneço. Há qualquer coisa em nós inquieta e ferida, e tudo o que um dia acreditei me prende a este chão.
Mas já não é seguro, e o tempo não cura o sabor amargo da dor. Quero libertar-me do pouco que resta - mas não consigo.
O que faz com que ainda troque palavras contigo? A noite arranca-me sempre a esperança e mesmo assim, volto a estar aqui, no amanhecer.
Quero partir por novos mares, novos olhares, novos horizontes. Onde tudo fique mais calmo.
Sei se eu fosse a tua pele e tu o meu caminho.. nunca me teria sentido ultrajada nos meus sentimentos.
Percorre os meus pensamentos. Sabes que pouco ou nada existe de ti no meu coração.
Prescindo hoje, aqui, agora - do teu coração. Não há mais nada a fazer.
E lamento por isso. Mas enquanto escurece pressinto os teus gestos.. perdidos no ontem; não há nada que me faça querer-te aqui.
Prefiro um sopro do vento, que a dor que me mantém ligada a ti.

4 comentários:

Sandra disse...

Adoro ler as coisas que escreves, q giro :) a sério :)

Deixei um desafio para ti no meu blog, aparece :)

http://www.milestrelasnocolo.blogspot.com/

Ivânia Santos (Diamond) disse...

Post lindíssimo!!!!


xoxo*

S* disse...

Quando a dor ultrapassa os bons sentimentos, é hora de afastar.

hug * disse...

nunca li algo que identificasse tanto...
estas na minha cabeça? no meu peito? como podes saber o que sinto?
**
esperança...